Sono e Memória Traumática

Artigo útil para os terapeutas em EMDR

Sono ajuda a processar vivência traumática

O sono ajuda a processar estresse e trauma? Ou será que na verdade intensifica reações emocionais e memórias do evento? Esta questão previamente não respondida é muito relevante para a prevenção de transtornos relacionados a trauma, como TEPT. De que modo vivências extremamente perturbadoras são processadas desde seu início pode influenciar o desenrolar do curso e desenvolvimento de TEPT. Esses pacientes vivenciam essas memórias e flashbacks relacionados como se fosse o trauma acontecendo novamente. O sono poderia desempenhar um papel chave no processamento do que sofreram.

Um estudo conduzido por equipe do Departamento de Psicologia da University of Zurich e o Psychiatric University Hospital Zurich lidaram com a questão de se sono durante as primeiras 24 horas após um trauma tem um impacto positivo em perturbação emocional elevada e em memórias relacionadas a eventos traumáticos. No laboratório, os pesquisadores mostraram um vídeo traumatizante para os sujeitos da pesquisa. As memórias recorrentes das imagens no filme que assombraram os participantes por alguns dias foram registradas em um diário. Virtualmente do céu azul, os participantes viam em suas mentes algumas das “fotos” do que tinham assistido, despertando os sentimentos e pensamentos desagradáveis que haviam vivenciado durante o filme. A qualidade dessas memórias assemelha-se às dos pacientes que sofrem de TEPT. Diferentemente do que ocorre com um evento traumático, no entanto, essas recordações se desvanecem após alguns dias.

Fewer Distressing Emotional Memories

Participantes do estudo foram subdivididos aleatoriamente em 2 grupos. Os participantes do primeiro dormiram no laboratório na noite seguinte à do filme, enquanto seu sono era monitorado via eletroencefalograma (EEG); os do segundo permaneceram acordados. “Nossos resultados revelam que as pessoas que dormiram após o filme tiveram menos memórias perturbadoras recorrentes e menos intensas do que os que permaneceram acordados”, explica a primeira autora Birgit Kleim. “Isso corrobora a suposição de que o sono pode ter um efeito protetor no resultado de vivências traumáticas”.

Por um lado, o sono pode ajudar a enfraquecer as emoções conectadas a uma memória existente, como o medo causado por vivências traumáticas. Por outro lado, ele também ajuda a contextualizar as lembranças, processá-las e armazená-las. Entretanto, esse processo supostamente demora várias noites.

De acordo com os autores, recomendações sobre tratamentos para fases iniciais de trauma são escassos. “Nossa abordagem oferece uma alternativa importante e não-invasiva para as tentativas atuais de eliminar memórias traumáticas ou tratar os pacientes com medicação”, afirma Birgit Kleim. “O uso do sono pode ser uma estratégia adequada e natural de prevenção precoce ao TEPT”.

Tell Us What You Think
0Like0Love1Haha0Wow0Sad1Angry

0 Comentário

Deixe um comentário

Bitnami